Guia: Preparar a Reforma | Optimize

Guia: Preparar a Reforma

Reforma e PPR

Este guia tem como objectivo apresentar-lhe as várias soluções de poupança reforma disponíveis no mercado com os nossos conselhos para preparar da melhor forma essa etapa da sua vida. O guia detalhe a situação actual do sistema de reforma Português, e o panorama das soluções de poupança reforma.

  • Planear a sua reforma, uma necessidade
  • Panorama das soluções de poupança para a reforma
  • Antes dos 30 anos
  • Dos 30 aos 45 anos

PLANEAR A SUA REFORMA, UMA NECESSIDADE

Muitas das transformações ocorridas na sociedade portuguesa nos últimos anos têm início em factores demográficos, como o caso da queda da fecundidade que conduz ao aumento da proporção de reformados. Esta situação coloca grandes desafios à Segurança Social. As alterações previstas na distribuição da população por faixa etária apontam para o aumento significativo da parte da população com mais de 65 anos (17,3%), nas décadas vindouras o que significará um acréscimo significativo no índice de dependência nos próximos 50 anos (de 22% até 45%).

O Governo ponderou a situação e procedeu a uma transformação profunda e radical do sistema público de segurança social. Assim, o novo programa da Segurança Social, que entrou em vigor em 2008, tem como objectivo reforçar a coerência estrutural do Sistema de Segurança Social e reforçar a sua sustentabilidade na sua tripla dimensão - social, económica e financeira. Deste modo, foi introduzido um novo mecanismo que permite moldar o sistema de segurança social às consequências do envelhecimento, um factor de sustentabilidade que se traduz num factor de ponderação no cálculo das pensões de reforma. A inserção deste factor possibilita garantir ao sistema de Segurança Social uma neutralidade financeira, tendo em consideração o aumento da esperança média de vida das novas gerações de pensionistas.

Mas tem uma consequência dramática para os futuros reformados: a garantia que o nível futuro das pensões será inferior ao actual. Projecções efectuadas por economistas apontam para uma redução média ao nível das pensões de cerca de 40% nos próximos 20 anos. Para evitar ter de enfrentar períodos difíceis na altura da reforma, é urgente que todos os portugueses comecem a constituir um capital que servirá de complemento das suas pensões.

Este guia tem como objectivo apresentar-lhe as várias soluções de poupança reforma disponíveis no mercado com os nossos conselhos para preparar da melhor forma essa etapa da sua vida.


PANORAMA DAS SOLUÇÕES DE POUPANÇA PARA A REFORMA

Plano Poupança Reforma (PPR) - Instrumento de aplicação de poupanças de médio a longo prazo que permite constituir uma reserva financeira para complementar a reforma e simultaneamente fazer face a situações de necessidade. Os PPR oferecem-lhe vantagens fiscais, via a dedução do IRS de uma parte dos investimentos anuais, a isenção do Imposto de Sucessões e Doações, e uma forte redução da taxa de imposto sobre as mais-valias. A oferta de PPR´em Portugal é vasta, e existem PPR com taxa garantida, com capital garantido, também como PPR com perfis mais dinâmicos.

Unit-linked - Instrumento de aplicação de poupança de médio e longo prazo, que consiste num seguro de vida associado a uma escolha de fundos de investimento. Tem assim uma grande flexibilidade e autonomia na gestão da sua poupança, também como os seguintes vantagens fiscais: reducção da taxa de IRS de 20% para até 8%, Isenção do Imposto de Sucessões e Doações, possível dedução do IRS de uma parte dos investimentos anuais.

Seguro de capitalização - Os seguros de capitalização são aplicações não cobrem qualquer tipo de risco. São, antes pelo contrário, produtos financeiros de poupança de médio a longo prazo. Os seguros de capitalização garantem, em regra geral, o capital investido. O rendimento que obtiverá pode ser fixo ou variável. Tem os seguintes vantagens fiscais: reducção da taxa de IRS de 20% para até 8%, Isenção do Imposto de Sucessões e Doações, possível dedução do IRS de uma parte dos investimentos anuais.

Imobiliário - É o primeiro passo da preparação da poupança: a compra da sua habitação. Este primeiro investimento permitira-lhe uma independência e segurança relativamente ao seu alojamento durante a reforma. Além disso o investimento imobiliario como fonte de diversificação da sua poupança reforma pode ter um interesse.

Certificado de reforma - Espécie de “PPR do Estado”. Consiste na possibilidade de qualquer trabalhador inscrito na Segurança Social fazer um desconto adicional do seu salário para um fundo público de pensões, com o objectivo de aumentar o valor da sua pensão futura.


ANTES DOS 30 ANOS

A melhor maneira de preparar a reforma é de começar a poupar logo que ganhar a sua vida. Assim, pode optimizar a sua poupança-reforma, constituindo mais cedo uma poupança que poderá ser aplicada em investimentos de alto potencial.

1. Poupar, o mais cedo o melhor

Para o mesmo nível de poupança e de rendimento, quem poupa durante 30 anos tem a possibilidade de duplicar o capital obtido em comparação com quem poupa as mesmas importâncias mensais durante 20 anos:

Exemplo, com um rendimento líquido anual de 5%:

Poupar...durante 20 anosdurante 30 anos
100€ por mês41,103 €83,225 €
300€ por mês123,310 €249,667 €

2. A taxa de rendimento faz a diferença

O nível médio da taxa de rendimento das suas aplicações terá um impacto enorme no capital obtido a longo prazo. Entre uma taxa líquida de 3%, a média das taxas “garantidas”, e um rendimento médio de 6%, que poderá ser obtido com investimentos incorporando uma percentagem mais elevada de acções (PPR Acções, Seguros de vida unit-links, fundos de investimento…), a diferença é dos simples par o dobro para uma poupança regular sobre 30 anos.

Exemplo, se poupar durante 30 anos :

Poupar...Rendimento líquido de 3%Rendimento líquido de 6%
100€ por mês58,273 €100,451 €
300€ por mês174,821 €301,354 €

3. Procure benefícios fiscais e potencial de retorno

Os PPR e os unit-linked permitem-lhe investir em fundos de acções e beneficiar de benefícios fiscais: deduções a colecta (para os PPR) e impostos reduzidos sobre as mais-valias. De facto, a longo prazo, segundo os especialistas, os investimentos em acções são os que apresentam, em média, os melhores rendimentos: o rendimento (líquido de imposto e de inflação) que se pode esperar a longo prazo é de 6% por ano. Para preparar a sua reforma, poderá optar para PPR que contem entre 30 e 55 % de acções: PPR Optimize Capital Reforma Equilibrado e PPR Optimize Capital Reforma Acções Também poderá escolher um fundo acções da solução de unit-linked Viva Investe.

4. E o imobiliário?

Qualquer que seja a sua idade, o primeiro investimento de poupança reforma poderá ser a aquisição da sua habitação principal. Num entanto, como para qualquer investimento, não prescinda de avaliar as condições de mercado antes de realizar a sua aquisição.


DOS 30 AOS 45 ANOS

A melhor maneira de preparar a reforma é de poupar sempre que possível, mesmo se for pouco. Por isto, é importante avaliar regularmente a sua capacidade de poupança…e de investí-la nas aplicações financeiras certas.

1. Avalie a sua capacidade de poupança

Calcule quanto pode e quer poupar cada mês para a sua reforma. 50€, 100€, 500€… É importante definir um objectivo de poupança, mesmo se for pouco. É assim que pode conseguir constituir um capital de maneira quase indolor para o seu orçamento. A partir do nosso simulador de reforma, é possível avaliar o nível de reforma complementar que poderá obter a partir de um montante mensal de poupança.

2. Escolha investimentos dinâmicos

Se estiver a poupar a muito longo prazo (>15 anos), os mercados de acções são sem duvida a melhor escolha. Esqueça os produtos de “taxa garantia” que só lhe vão permitir receber pouco mais do que a inflação: o próprio Certificado de Reforma do Estado não oferece taxa garantida. Poderá aplicar as suas poupanças num Planos Poupança Reforma (PPR) com uma componente de acções forte, um Seguros de Vida unit-linked (baseados em fundos de investimento), ou directamente em fundos. As duas primeiras soluções são as mais vantajosas de um ponto de vista fiscal. Com esses produtos poderá ter os benefícios de um investimento em acções, sem ficar com o constrangimento e o stress de uma gestão diária de carteira bolsista.

3. Pense na poupança-habitação

Uma das soluções de poupança óbvias consiste na compra de uma habitação, que obriga a constituir um capital “imobiliário” ao longo dos anos. Quanto ao investimento imobiliário puro, compra de uma habitação com um objectivo financeiro de arrendamento, não tem sido a melhor aposta de um ponto de vista histórico, tendo em conta aos níveis de rendas e quando comparado ao mercado accionista, mas também pode ser considerado como uma possibilidade.

4. Optimize a sua fiscalidade

A poupança de longo prazo beneficia de condições fiscais vantajosas. Aproveite-as. A fiscalidade dos PPR, dos Seguros de Vida Unit-linked, dos seguros de capitalização oferece: Benefícios fiscais: os PPR permitem deduzir do IRS até 400 € por ano IRS sobre as mais-valias: a partir de oito anos de investimento, as mais-valias realizadas em PPR como em Seguros de Vida beneficiam de uma taxa reduzida de 8% em vez dos 20% habituais. Isenção de imposto do selo sobre as transmissões: Estas aplicações são isentas do imposto de selo sobre as transmissões gratuitas.


×

Bem-vindo

Para entrar no seu Espaço Privado Optimize,
preencha o formulário em baixo

6
MNO
5
JKL
7
PQRS
3
DEF
1
4
GHI
0
8
TUV
9
WXYZ
2
ABC
×

Bem-vindo

Para entrar no seu Espaço Consultor Optimize,
preencha o formulário em baixo

2
ABC
7
PQRS
1
9
WXYZ
6
MNO
8
TUV
3
DEF
5
JKL
0
4
GHI