A Optimize é uma instituição segura?

Reforçada pela última crise financeira, a preocupação com a solidez das instituições financeiras é cada vez mais analisada pelos investidores. Neste artigo falaremos da Optimize Investment Partners.

 

História da instituição

Uma das tarefas mais importantes para concluir acerca da segurança de uma instituição financeira consiste em olhar para o seu passado. A performance e estabilidade ao longo do tempo podem ser bons indicadores da solidez e segurança que uma entidade oferece.

A Optimize nasceu há 12 anos, num ano que ficou marcado na memória de muitos investidores: 2008. Este foi o ano da última crise financeira, precipitada pela falência da Lehman Brothers, no qual se assistiu a uma desvalorização massiva de grande parte dos ativos financeiros. Muitos investidores tiveram de lidar com perdas significativas nas suas carteiras, sendo neste ano de caos que nasceu a Optimize. A sua capacidade de imediato foi posta à prova devido às circunstâncias vividas nos mercados financeiros na altura. A Optimize não só ultrapassou com sucesso este momento historicamente volátil e instável nos mercados financeiros, como iniciou uma rota de crescimento e afirmação no mercado português.

Evolucao

Com excepção de um pequeno decréscimo em 2018, é notória a rota ascendente de ativos sob gestão da Optimize, o que confirma a crescente confiança e notoriedade que a marca tem conseguido conquistar ao longo dos anos. Hoje, a Optimize conta com mais de 171 milhões de euros sob gestão e mais de 10 000 clientes.

 

Gestão transparente e independente

O facto da Optimize não fazer parte de nenhum grupo económico que possa ter outros interesses faz com que a equipa de gestão tenha total liberdade e independência para fazer os melhores investimentos que considerar disponíveis no mercado. Desta forma, os interesses dos investidores são sempre privilegiados e consegue abolir-se a tomada de decisões que possam ser lesivas de alguma forma para os subscritores de produtos da Optimize. São este tipo de decisões que muitas vezes estão na origem da falência de grandes instituições que cedem a outros interesses e acabam por ver a sua sustentabilidade afetada, muitas vezes, de forma irreversível.

 

Prémios e distinções

O reconhecimento no mercado da competência e valores da Optimize constitui um outro fator importante que confere confiança à instituição. Entidades totalmente independentes de referência na área financeira, como a Morningstar, a Funds People, a APFIPP, a Rankia e a Deco atribuem frequentemente distinções e prémios aos planos poupança reforma e fundos de investimento geridos e comercializados pela Optimize.

 

Supervisão e transparência

A Optimize encontra-se registada como Sociedade Gestora de Organismos de Investimento Colectivo em Portugal estando portando sob a supervisão constante da CMVM (Comissão do Mercado de Valores Mobiliários). Desta forma é garantido que se cumprem todas as normas em vigor e, portanto, os investidores portugueses encontram-se totalmente protegidos. 
Por outro lado, a possibilidade de aceder a um espaço privado online onde os investidores podem consultar diariamente o estado das suas contas é um aspeto que confere transparência à sua relação com a Optimize. Assim, é possível um acompanhamento mais próximo da valorização das suas poupanças, permitido em tempo útil, tomar decisões de investimento, como por exemplo reforçar alguns produtos ou alterar estratégias.

 

E se, mesmo assim, algo correr mal?

Apesar de todas as características abordadas nos parágrafos anteriores que conferem à Optimize uma robustez e confiança que permitem afirmar que se trata de uma instituição segura, não podemos deixar de analisar de forma transparente a questão: e se algo correr mal?
Num cenário extremo em que a Optimize entre numa situação financeira frágil, ou que seja mesmo obrigada a declarar falência é importante relembrar que todos os investimentos são património autónomo e não respondem pelas dívidas da sociedade. Isto significa que o património dos investidores está sempre seguro e pode ser transferido para outra instituição financeira. Neste caso a CMVM nomearia outra entidade para fazer a gestão dos ativos que estavam anteriormente a cargo da Optimize.

Artigo publicado in Optimize