Inovar ou morrer! | Optimize

Optimize na imprensa

Inovar ou morrer!

Artigo de Opinião de Diogo Teixeira, CEO da Optimize, no Dinheiro Vivo.

INOVAR OU MORRER!

A indústria automóvel está na confluência de 3 revoluções, cada uma com impacto suficiente para rebater as cartas e deitar abaixo os atuais gigantes do setor.

A primeira revolução é elétrica. Daqui a 10 ou 20 anos a maioria dos automóveis a circularem nas cidades deverá funcionar a eletricidade. Para além das consequências em termos de abastecimento, manutenção ou financiamento, a passagem à eletricidade vai facilitar, muito, a possibilidade de novos atores proporem os seus modelos. A complexidade de produzir um motor moderno, gasolina ou diesel, respeitando as últimas normas de “despoluição”, não se compara com a simplicidade e disponibilidade “na prateleira” de um sistema elétrico.

A segunda revolução tem a ver com inteligência artificial e condução autónoma. Os carros de amanhã serão inteligentes, capazes de assegurar longos trajetos de autoestrada enquanto lemos as notícias, de nos deixar à porta do escritório, ou mesmo, um pouco mais tarde, de ir buscar as crianças à escola! O sucesso de um construtor automóvel dependerá cada vez menos de questões de mecânica, e mais de software.

A terceira revolução será uma consequência das duas primeiras. Os veículos autónomos irão permitir uma evolução para um modelo de “carro-serviço”, com veículos autónomos disponíveis para nos levar a casa, ao trabalho ou às compras sem nos preocuparmos com estacionamentos, carregamento, manutenção, limpeza etc… Esses carros terão uma utilização muito mais intensa, rolando uma boa parte do dia em vez de ficarem à nossa espera numa cave 22 ou 23 horas por dia. O que significa que serão necessários 4 vezes menos veículos em circulação!

Face a estas 3 revoluções, inovar é uma questão de sobrevivência para as marcas históricas, mas também a chave do sucesso para novos atores. Tesla conseguiu em poucos anos tornar-se um dos construtores automóveis mais valiosos em bolsa, apesar de só produzir 100.000 carros por ano, 100 vezes menos do que a Volkswagen! Nem todos os construtores vão sobreviver a estas alterações profundas ao setor, o que explica estarem todos tão “baratos”. Resta-nos tentar apostar nos vencedores!

Artigo escrito por Diogo Teixeira, CEO da Optimize.

Links úteis:

Artigo publicado in 
Dinheiro Vivo
 em 22 de Junho de 2017
×

Bem-vindo

Para entrar no seu Espaço Privado Optimize,
preencha o formulário em baixo

0
1
6
MNO
2
ABC
3
DEF
9
WXYZ
5
JKL
7
PQRS
4
GHI
8
TUV
×

Bem-vindo

Para entrar no seu Espaço Consultor Optimize,
preencha o formulário em baixo

5
JKL
8
TUV
3
DEF
0
6
MNO
4
GHI
7
PQRS
1
9
WXYZ
2
ABC