Como se proteger de fraudes financeiras

Nos últimos tempos têm proliferado na Internet fraudes relacionadas com investimentos. Saiba como se proteger!

 

Escolher fontes de informação credíveis

A Internet possibilita o acesso a um vasto mundo de informação sobre todo o tipo de temas. No entanto convém relembrar que, hoje em dia, qualquer pessoa publica conteúdo na Internet, quer seja através das redes sociais, blogs ou outro tipo de sites. Com mais ou menos fundamento, com mais ou menos conhecimento técnico, a verdade é que toda esta informação fica misturada. Assim, torna-se importante escolher bem que fontes de informação utilizar para evitar tomar decisões pouco sustentadas que podem ter consequências nefastas nas finanças familiares.

Regra geral deve-se procurar organismos ou instituições reconhecidas no mercado, com histórico e credibilidade comprovados. Ouviu falar nas redes sociais num bombástico investimento, mas não há qualquer referência a este em sites de referência na área financeira? Cuidado, pode ser uma fraude. Alguém expõe o seu estilo de vida nas redes sociais garantindo conseguir sistematicamente retornos de 50% por ano quando o retorno médio anual do mercado acionista é de 9.2% nos últimos 140 anos? Pense duas vezes.

Em baixo deixamos alguns exemplos da vastidão de sites credíveis da área financeira onde é seguro procurar informação e manter-se atualizado.

 

Língua Inglesa Língua Portuguesa
https://www.forbes.com/ https://fundspeople.com/pt/
https://www.reuters.com/ https://www.jornaldenegocios.pt/
https://www.bloomberg.com/ https://www.deco.proteste.pt/investe
https://www.wsj.com/ https://moneylab.pt/
https://www.economist.com/ https://jornaleconomico.sapo.pt/
https://www.marketwatch.com/ https://www.todoscontam.pt/
https://www.morningstar.com/ https://eco.sapo.pt/
https://www.investopedia.com/ https://pt.investing.com/

 

Investir junto de instituições reconhecidas

Ao escolher uma instituição financeira e produto específico no qual aplicar as suas poupanças, é importante reunir o máximo de informação para reduzir o risco de ser alvo de fraudes. Um dos primeiros passos é apurar se essa instituição está autorizada a exercer atividade em Portugal. Além disso consultar o histórico, notícias relevantes e outras informações sobre o produto em questão são também extremadamente importantes. Desconfie sempre de instituições desconhecidas a promover uma nova promissora forma de obter retornos avultados, pois pode tratar-se de uma fraude. Principalmente operando apenas através das redes sociais ou exclusivamente online, sem controlo das Entidades Reguladoras Portuguesas. Estes são sinais de alarme que nunca deverá desprezar. Lembre-se que se trata das suas poupanças que tanto tempo levaram a juntar.

Para investir o seu dinheiro deve sempre procurar instituições reconhecidas no mercado, com um passado de credibilidade atribuído por outras instituições de referência. Não deve confundir popularidade momentânea com um histórico de credibilidade comprovado. Por exemplo, um determinado indivíduo pode ser popular há uns meses ao promover uma forma de obter avultados rendimentos, mas não existir qualquer referência histórica a ele em sites de prestígio na área financeira. Este é outro sinal de possível fraude que deverá ter em atenção.

 

Conclusão

A informação é a melhor arma para conseguir rentabilizar as suas poupanças de forma segura e evitar cair em fraudes. No entanto esta pode virar-se contra si se não procurar fontes credíveis e tomar decisões de investimento com base em informação pouco sustentada ou de fraco conhecimento técnico. Assim, é importante que escolha bem as fontes de informação que utiliza para aumentar a sua literacia financeira e manter-se a par das últimas notícias relacionadas com finanças. Por outro lado, deve investir apenas junto de instituições com um passado de reputação comprovado por outros organismos de referência.

Artigo publicado in Optimize