Perfil de investimento conservador, moderado e agressivo - Qual é o meu?

Na hora de investir é importante conhecer o seu perfil para poder fazer um investimento adequado à sua tolerância ao risco. Neste artigo vamos explicar resumidamente os vários perfis de investimento.

 

Conhecer-se a si próprio para melhor investir

Com o vasto leque de investimentos para as suas poupanças que se pode encontrar hoje em dia, é importante conhecer o seu perfil de investidor para fazer uma escolha mais adequada. Este perfil está ligado ao nível de risco que está disposto a aceitar com o seu investimento sendo que este, por sua vez está habitualmente associado ao potencial de rendimento. Assim, para um maior risco temos normalmente retornos potenciais superiores do que para aplicações de menor risco. Por este motivo os depósitos a prazo, que se encontram no leque de aplicações de menor risco, constituem o tipo de investimento que habitualmente proporciona retornos inferiores quando comparado com outras aplicações. Por outro lado, um fundo de investimento (em particular um fundo que detenha uma parte significativa de ações) tem potencial para proporcionar um retorno bastante superior, mas tem um acréscimo de risco associado.

Torna-se assim importante perceber exatamente qual o seu perfil de investidor para que possa escolher os investimentos mais adequados a si e extrair o máximo de rendimento destes.

 

Perfil de investimento conservador

O investidor conservador é aquele que privilegia a preservação do capital acima de tudo. Isto significa que prefere obter um rendimento inferior, mas manter uma baixa possibilidade de desvalorização do capital. Este tipo de investidor habitualmente opta por produtos como depósitos a prazo e certificados do tesouro/aforro. Desta forma, é possível manter a volatilidade da carteira em níveis bastante reduzidos sendo a possibilidade de desvalorização do capital altamente improvável. No entanto, esta segurança tem um preço, nomeadamente a nível do rendimento obtido, dado que investimentos neste tipo de produtos dificilmente provocam apreciações avultadas no capital.

Este tipo de investidor tende também a ser pouco informado a nível de mercados financeiros, motivo pelo qual manifesta algum receio pelo desconhecido e, portanto, prefere aplicações que melhor conhece.

 

Perfil de investimento moderado

O investidor com um perfil moderado está disposto a aceitar algum risco na expetativa de obter um rendimento superior do seu capital. Isto significa que não se importa de aceitar a possibilidade de ocorrerem algumas desvalorizações (ainda que temporárias) no seu capital, desde que esse risco seja compensado com um retorno superior às aplicações de menor risco. Assim, este investidor poderá investir em fundos de investimento ou outros produtos com uma componente de ações significativa, o que tenderá a proporcionar um maior rendimento.

Normalmente este tipo de investidor tem algum conhecimento sobre mercados financeiros e compreende em termos gerais o seu funcionamento. Este é também o motivo porque está mais à vontade para aceitar algum risco na tentativa de obter um retorno superior.

 

Perfil de investimento agressivo

O investidor agressivo procura a valorização do seu capital acima de tudo. Esta ambição faz com que aceite volatilidade e desvalorizações na sua carteira desde que possa usufruir do potencial máximo de valorização. Habitualmente investidores com este perfil procuram, por exemplo, fundos de investimento com uma forte componente de ações pois, desta forma, tornam possível a obtenção de rendimentos mais avultados. Muitas vezes manifestam também interesse em ativos alternativos como criptomoedas cujos elevados níveis de volatilidade e risco não os impedem de procurar maiores valorizações. Investidores que se enquadram neste perfil são assim aqueles que estão dispostos a assumir o mais elevado nível de risco em busca de um maior rendimento.

 

Qual é o seu perfil?

Neste artigo deixámos algumas pistas para poder determinar o seu perfil de investidor. No entanto, este deve ser cuidadosamente definido através do preenchimento de um formulário junto da sua instituição financeira. Ao responder às diversas perguntas do mesmo será possível definir qual o nível de risco que está disposto a aceitar e consequentemente qual o perfil de investimento em que se enquadra.

Um investidor deve sempre subscrever aplicações compatíveis com o seu perfil para evitar sentimentos de desconforto e também para manter as expetativas realistas. Se tem um perfil conservador não deve almejar obter rendimentos muito elevados do seu capital. Por outro lado, se tiver uma abordagem mais agressiva não deve esperar risco nulo nos seus investimentos.

Artigo publicado in Optimize